Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Imprensa Notícias 2020 outubro Sebrae/AL e Embrapa promovem seminário internacional sobre produtos agroalimentares
30/10/2020 - 14h20m

Sebrae/AL e Embrapa promovem seminário internacional sobre produtos agroalimentares

Evento acontece de 3 a 5 de novembro, em formato online, com a participação de especialistas de Portugal, França, Peru e Argentina, além de lideranças e pesquisadores brasileiros que atuam no setor agroalimentar

Sebrae/AL e Embrapa promovem seminário internacional sobre produtos agroalimentares
Texto de Robson Muller
 
Vem aí o Seminário Internacional “Estratégias de Valorização de Produtos Agroalimentares”, evento realizado por meio de uma parceria entre a Embrapa Alimentos e Territórios e o Sebrae Alagoas. O seminário acontecerá no período de 3 a 5 de novembro, em formato online, com a participação de especialistas de Portugal, França, Peru e Argentina, além de lideranças e pesquisadores brasileiros que atuam no setor agroalimentar. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas gratuitamente por meio do endereço eletrônico http://alimentos.app.al.sebrae.com.br/.
 
Segundo o gerente adjunto da Unidade de Competitividade e Desenvolvimento (UCD) do Sebrae Alagoas, Márcio Barcellos, o evento é uma ação inédita no país.
 
“A importância do evento está no seu ineditismo no nosso estado, na amplitude de parceiros envolvidos e no potencial de mercado para produtos agroalimentares. Ao longo de três dias, especialistas de diversos lugares do mundo discutirão as oportunidades para a diferenciação dos produtos agroalimentares e sua integração nas cadeias da gastronomia e turismo”, afirma.
 
“A produção tradicional de alimentos é feita fundamentalmente pela agricultura familiar, que está presente nas zonas rurais de todos os municípios alagoanos, possibilitando assim uma grande oportunidade de valorização da produção local e consequente desenvolvimento desses territórios. Ao demonstrarmos o valor desses produtos abrimos a possibilidade de comercializá-los em grandes redes de varejo, na cadeia da gastronomia, além da própria valorização dos produtos regionais com os consumidores locais”, acrescenta Márcio Barcellos.
 
A programação de abertura do seminário contará com a participação do pesquisador Artur Cristóvão, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, falando sobre o tema central do evento: “Valorização dos produtos agrícolas e agroalimentares em Portugal”. No dia 4 de novembro, Claire Cerdan, pesquisadora do Centro Internacional de Cooperação em Pesquisa Agronômica para o Desenvolvimento, conduzirá o painel “Selos distintivos: dilemas e perspectivas para valorização de produtos alimentares diferenciados”.
 
Outro tema a ser abordado durante a programação do seminário é “A perspectiva territorial para valorização de produtos agroalimentares”, com a participação do presidente da Fundação Agropolis, Patrick Caron. A programação do seminário terá, ainda, a participação de Malena Martinez, do Peru, que irá falar sobre a “Mater Iniciativa”, e de Marcelo Champredonde, do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária, que irá abordar experiências de valorização de produtos agroalimentares na Argentina. 
 
A programação completa do evento já está disponível no site oficial do evento.
 
Participantes do Brasil
 
O Seminário Internacional Estratégias de Valorização de Produtos Agroalimentares também terá a participação de brasileiros que estão inseridos no setor agroalimentar, como Georges Schnyder, membro do Comitê Executivo do Slow Food Internacional e presidente da Associação Slow Food do Brasil; Marcelo Sulzbacher, pesquisador e fundador da iniciativa Terroir Sul; Ana Paula Jacques, chef de cozinha e professora do Instituto Federal de Brasília; Claudemir Barros, chef de cozinha; Joanna Martins, CEO do Instituto Paulo Martins e da Ong Manioca; e Letícia Krause, diretora do Centro de Atenção e Técnicas com o Alimento (CATA).
 

A programação do evento também contará com as participações de Alcides Caldas, professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA); Rodrigo Almeida, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA); Renata Menasche, professora da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL); Lina Luz, coordenadora da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco; Sonia Menezes, professora da Universidade Federal de Sergipe (UFS); Nuno Nobre, falando sobre o caso do Festival do Ouriço do Mar durante painel sobre bioma marinho; Beatriz Castelar, da D’Alga Aquicultura; André Brugger, do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS); Rodolfo Vilar, empresário e pescador; e Francisco Sarmento, de Portugal, especialista em Sistemas Alimentares.

Ações do documento