Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Imprensa Notícias 2020 março Iteral dialoga com mulheres da Jornada de Luta pela reforma agrária
10/03/2020 - 12h30m

Iteral dialoga com mulheres da Jornada de Luta pela reforma agrária

Diretor presidente Jaime Silva ouviu as demandas dos sete movimentos envolvidos e intermediou reuniões na Seagri e Tribunal de Justiça

Iteral dialoga com mulheres da Jornada de Luta pela reforma agrária

Texto e foto: Helciane Angélica Santos Pereira (Iteral/Ascom)

 Centenas de camponesas e camponeses dos movimentos sociais do campo chegaram no domingo (08) na capital alagoana para participar da Jornada de Luta em Defesa da Reforma Agrária e atos em alusão ao Dia Internacional da Mulher, e ainda, montaram acampamento na Praça Deodoro. As lideranças procuraram o diretor presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), Jaime Silva, para discutir as demandas e solicitar a intermediação nas audiências.

Na tarde desta segunda-feira, 9 de março, uma comissão de mulheres foi recebida pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Tutmés Airan de Albuquerque e o ponto de pauta foi o processo de negociação das terras da massa falida do Grupo JL. Busca-se o cumprimento do acordo judicial com um encontro de contas referente ao pagamento de débitos através da aquisição de 1500 hectares das terras da usina.

Até o momento, não há pedido de reintegração de posse por parte da massa falida referente a ocupação nas terras. “Eu conversei com administradores da massa, para eles a Laginha e a Guaxuma estão sendo preservadas. Acho que a presença dos sem terra nesses parques industriais tem garantido a preservação do patrimônio, porque se não tivesse ninguém lá já tinha acabado tudo”, citou Jaime Silva.

Para o desembargador Tutmés Airan, o andamento de uma reforma agrária em Alagoas depende fundamentalmente da elaboração de um projeto de desenvolvimento socioeconômico por parte dos trabalhadores. Foi sugerida a criação de um grupo de trabalho, que será convocado pelo TJ para debater as propostas.

A jornada contou com a participação das lideranças da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Movimento de Luta pela Terra (MLT), Movimento pela Libertação dos Sem Terra (MLST), Movimento Terra, Trabalho e Liberdade (MTL), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento Unidos pela Terra (MUPT) e Movimento Terra Livre. A mobilização foi encerrada e os trabalhadores rurais retornaram à noite para suas áreas.

 

SEAGRI 

Nesse mesmo dia, as mulheres também foram recebidas na sede da Secretaria Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura de Alagoas (Seagri) pela chefe de gabinete Anne Canuto, e o diretor presidente Iteral, Jaime Silva. No encontro, foram apresentadas as atuais diretrizes da pasta com a nova gestão.

Ações do documento