Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Imprensa Notícias 2020 maio Comunidades marisqueiras do Vergel recebem leite durante a pandemia
12/05/2020 - 15h20m

Comunidades marisqueiras do Vergel recebem leite durante a pandemia

Parceria entre a Seagri e a ONG Manda Ver atende famílias em situação de vulnerabilidade social

Comunidades marisqueiras do Vergel recebem leite durante a pandemia

Ascom Seagri

Texto de Pollyana Almeida

Parceria entre Governo do Estado e Ong Manda Ver está garantindo leite às comunidades marisqueiras da região do Vergel do Lago. Voltado exclusivamente ao atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade, o projeto apoiado pela Secretaria de Estado da Agricultura, tem o objetivo de amenizar o impacto da pandemia do novo coronavírus na alimentação das populações carentes atendidas pela ONG.  

A contrapartida da Seagri inclui a entrega 1700 litros de leite, duas vezes por semana. Desse total, 700 litros são encaminhados a instituições parcerias, e outros 1000 litros são distribuídos entre as comunidades Mundaú, Sururu de Capote, Peixe, Torre e Muvuca. “Dependendo da quantidade de pessoas e, principalmente, das crianças em cada residência, entregamos de 1 a 3 leites por casa, atendemos cerca de 120 famílias por comunidade, totalizando 600 famílias atendidas com os leites enviados”, afirmou Luiz, voluntário da ONG.

Instituição sem fins lucrativos, a ONG Manda Ver tem um trabalho voltado para atendimento a pessoas em completa situação de vulnerabilidade social como o carroceiro Aguinaldo Bezerra da Silva (43).  Morador da favela Sururu de Capote, ele diz que o projeto é fundamental no sustento da família: esposa e dos dois filhos de 10 e de 17 anos.

“Um saco de pão ou um litro de leite muda tudo no dia da gente, eu sou trabalhador, sou honesto, nunca tirei nada de ninguém, nunca precisei pedir nada a ninguém para sustentar minha família. Hoje estou precisando e fico muito agradecido de ter a ajuda de vocês", agradeceu.

Moradora da favela Mundaú, a marisqueira Maria Silene da Silva (37) conta que a chegada do novo coronavírus e a necessidade de isolamento social provocou uma queda significativa na venda do sururu.  Para ela, a parceria entre a Seagri e a ONG Manda Ver tem auxiliado na alimentação dos três filhos de 4, 7 e 13 anos.

“Toda vez que a gente recebe a doação do leite ficamos muito felizes, pois ajuda bastante na alimentação das crianças. Eles não estão indo à escola e ficam aqui o dia todo. Muitas vezes procuram o que comer e não acham, então tem sido uma grande ajuda”, afirmou Maria Silene.

Ações do documento