Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Imprensa Notícias 2020 abril Em Alagoas, SEAGRI realiza início da safra de grãos
22/04/2020 - 16h40m

Em Alagoas, SEAGRI realiza início da safra de grãos

Área plantada de grãos deste ano está em torno de 12 mil hectares

Em Alagoas, SEAGRI realiza início da safra de grãos

Texto de Pollyana Almeida

 

A safra de grãos deste ano em Alagoas contará com uma área de plantio com mais de seis mil hectares com milho, soja, feijão, sorgo e algodão nas regiões de Limoeiro de Anadia e Campo Alegre. Em todo o Estado, deve-se ter aproximadamente dez mil hectares tecnificados. Na estimativa de área plantada, o milho vem em destaque, seguido da cultura de soja e também o feijão de corda. Os alagoanos contarão com novas áreas de grãos, a exemplo dos municípios de Atalaia e Coruripe. 

 Em ritmo acelerado, as áreas para a plantação da safra deste ano já estão preparadas no município de Anadia. Nas fazendas São José e Serafim, serão 1.866 e mais 126 hectares, respectivamente, para a produção de milho. Direcionada para o plantio de sorgo e feijão, a fazenda Verônica terá 360,5 e 5 hectares, respectivamente. Já a fazenda Santa Cana Brava contará com 175 hectares apenas para o cultivo de soja. Além disso, a fazenda Santa Rita disponibilizou 186 hectares para soja e 87 para o milho.

 O incentivo na produção de grãos tem recebido destaque por parte da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri). Transformando a monocultura em diversidade de plantio, os agricultores contarão com mais opções de trabalho. Locais onde a produção da cana de açúcar predominava, hoje contam com a plantação de milho, soja, feijão, sorgo entre outros.

 “Destacamos aqui o incentivo do Estado na produção de grãos, nas áreas que anteriormente eram de cana de açúcar, monocultura da cana, o Governo de Alagoas, através da Seagri, tem incentivado as culturas de milho, soja, sorgo, feijão, algodão e milheto. Dessa forma, foi dado o pontapé inicial da safra do ano de 2020”, comemorou Luciano Barros, Superintendente de Inclusão Produtiva da Seagri.

 Em 2020, as chuvas vieram antecipadas para alegria dos agricultores. Especialmente no mês de março, o clima foi um forte impulsionador das plantações. “Ficamos muito felizes e nos empenhamos ao máximo para que toda a agricultura seja bem fortalecida e com ela os agricultores serão agraciados. No final das contas todos ganham, a agricultura, os agricultores e os consumidores, ganha Alagoas como um todo”, explicou o Secretário da Agricultura, João Lessa.

 

Oferta e demanda

 O valor dos grãos fez a diferença este ano, a saca de milho que representa uma boa quantidade para o agricultor desenvolver sua plantação, foi comprada em torno de R$60,00, a de soja R$100,00 e o feijão por volta de R$300 a saca. 

 Hibernon Cavalcante, Superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seagri e presidente da Comissão de Grãos, ressaltou que o clima é um fator positivo para uma excelente safra, além de facilitar o apoio das instituições financeiras. “Nossa demanda é bem maior que o potencial produtivo destas áreas programadas. Os preços estão firmes, principalmente milho e soja”, destacou.

 Já no campo as boas práticas são comemoradas. “Estou com uma grande expectativa, o cenário mudou. Alguns custos baixaram, a produção de milho e soja estão com os preços acessíveis atualmente. Dependemos do clima, que também está nos favorecendo, e a nossa parte de materiais, investimentos, boa plantação está sendo feita. Agora, apenas nos resta aguardar os próximos meses”, afirmou o produtor Félix Simonetti, que tem mais de 30 anos de experiência no cultivo de soja em áreas tradicionais no Mato Grosso e aposta no milho e na soja em Alagoas.

Ações do documento