Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Imprensa Notícias 2019 outubro Plano AgroNordeste é lançado em Alagoas
18/10/2019 - 12h30m

Plano AgroNordeste é lançado em Alagoas

O Programa, nessa etapa, contempla oito municípios alagoanos e é voltado para pequenos e médios produtores

Plano AgroNordeste é lançado em Alagoas

Texto e fotos Ronaldo Lima 

A Federação da Agricultura de Alagoas foi sede, nesta sexta-feira (18), para a solenidade de lançamento do AgroNordeste em Alagoas. Programa é voltado para pequenos e médios produtores que já comercializam parte da produção, mas ainda encontram dificuldades para expandir o negócio.

Além de gerar mais renda e emprego na região onde vivem os agricultores que estão inclusos no programa, o plano se junta a outras ações já executadas pelo ministério na região, como Programa de Aquisição de Alimentos, regularização fundiária, Selo Arte, promoção da irrigação, indicação geográfica, equivalência de sistemas de inspeção de produtos de origem animal (Sisbi) e combate a doenças e pragas (febre aftosa, peste suína clássica e mosca das frutas).  

Para o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Sílvio Bulhões, o AgroNordeste se traduz num estímulo para os agricultores, notadamente para o aumento da produtividade ainda para a diversificação de culturas. 

"As ações que o ministério da Agricultura se propõe com o plano só vão trazer benefícios para o fortalecimento da agricultura e toda sua cadeia produtiva", enfatiza Sílvio Bulhões. 

Danilo Fortes, coordenador nacional do AgroNordeste, destaca que entre os objetivos do plano estão aumentar a cobertura da assistência técnica, ampliar o acesso e diversificar mercados, promover e fortalecer a organização dos produtores, garantir segurança hídrica e desenvolver produtos com qualidade e valor agregado. 

Segundo Fortes, o AgroNordeste será desenvolvido em parceria com órgãos vinculados à pasta e instituições como Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar),  o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Banco do Nordeste (BNB) e o Banco do Brasil.

"O programa foi elaborado a partir do estudo das cadeias produtivas que têm relevância socioeconômica e potencial de crescimento na região", afirma o coordenador nacional.

Em Alagoas, estão incluídas as cadeias produtivas da bovinocultura do Leite e da apicultura, contemplando nesta primeira etapa os municípios de Batalha, Belo Monte, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Monteirópolis, Olho D'Agua das Flores e Olivença. 

A secretária municipal da Agricultura de Olivença, Neide Tenório, destaca a importância do Programa para a região e que vem fortalecer a agricultura familiar do município. "É mais um incentivo para o crescimento da cadeia produtiva do leite na região".

Ações do documento