Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Imprensa Notícias 2019 julho Alagoas avança na diversificação de cultura na zona canavieira
22/07/2019 - 13h35m

Alagoas avança na diversificação de cultura na zona canavieira

Alagoas avança na diversificação de cultura na zona canavieira

Anadia, Campo Alegre e Limoeiro de Anadia, a área de plantio é de 6.500 hectares de soja, milho, sorgo, algodão e feijão.

Nos municípios de Anadia, Campo Alegre e Limoeiro de Anadia, a área de plantio é de 6.500 hectares de soja, milho, sorgo, algodão e feijão

Texto e fotos Ronaldo Lima

Na região da Zona da Mata alagoana a cana de açúcar já conta com dois ilustres vizinhos: a soja e o milho. Duas novas culturas que nos últimos três anos vêm crescendo em produtividade de áreas e de plantio. E a Comissão de Grãos, instituída em 2015 pelo governo de Alagoas, vem dando toda atenção e apoio aos produtores.

Em visita técnica, uma caravana percorreu as áreas de plantio. A proposta da caravana de grão, como explica o presidente da Comissão de Grãos de Alagoas, Hibernon Cavalcante, foi mostrar a toda cadeira produtiva do segmento os trabalhos de plantios, de pesquisa, de demonstração de resultados que estão sendo obtidos juntos aos principais produtores de grãos de Alagoas, notadamente numa região tradicionalmente de cana de açúcar, que carece de uma diversificação de cultura.

Em três municípios da Zona da Mata, Campo Alegre, Anadia e Limoeiro de Anadia, a área de plantio é de 6.500 hec de soja, milho, sorgo, algodão e feijão, o que demonstra que exite uma nova matriz para a região.

A cadeia produtiva de grãos faz parte de um elo comum, representados pelas instituições financeiras, fornecedores de insumos, corretivos, fertilizantes, sementes, agrotóxicos, bem como a pesquisa (Embrapa e Ufal) a extensão técnica (Emater) e compradores.

O secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Sílvio Bulhões, para consolidar ainda mais tanto a safra de soja, como a de milho, é aumentar a cada safra a área de plantio de grãos nas áreas canavieiras de Alagoas. “O próximo passo será implantar uma infraestrutura para secagem e armazenamento de grãos”.

 O produtor Ivanilson Araújo, do Grupo Santana, Tenho convicção que, essa visita às lavouras de GRÃOS foi muito proveitosa, animadora e encorajadora para que outras pessoas venham cada vez mas acreditar que é possível sim fazer com que Alagoas tenha mas uma opção de produção agrícola

A participação de toda cadeia produtiva envolvida nessa atividade , deu a oportunidade dessa integração dos que produzem com os que estão envolvidos direta ou indiretamente com a produção de grãos

“Isso demonstra a oportunidade de negócios de grãos em que Alagoas há seis anos demonstra sua potencialidade nesse segmento”. Temos boa perspectiva de safra para este ano, já que tivemos uma distribuição de chuvas no período muito boa.

Paulo Albuquerque, pesquisador da Embrapa, reconhece que a plantação de grãos em Alagoas merece destaque pelo estande e uniformidade, o que vem se expandindo em área e localização. Atualmente os técnicos da Embrapa vêm testando novas variedades, o que vem ajudando aos produtores escolherem novos materiais ideias para cada região, no uso de espécie de gramíneas para fazer palha para o plantio direto de soja.

Este ano já estamos testando mais de cinquenta variedades de soja em Alagoas.

Everaldo Tenório, um dos maiores produtores de soja de Alagoas, que está em sua quinta safra de soja, afirma que este ano vem trabalhando com uma variedade melhor, fazendo com que a produtividade apresente um aumento maior do que dos últimos três anos. Com 600 hectares plantados, Everaldo já exportou para fora do país, como China e Rússia, e no ano passado comercializou toda sua produção de soja para o vizinho estado de Pernambuco.

O início da colheita de soja em Anadia, Campo Alegre e Limoeiro de Anadia está prevista para o próximo mês de setembro.

Para o ex-secretário de Estado da Agricultura e pesquisador da Embrapa, Antonio Santiago, quando se fala em diversificação de culturas vale ressaltar as parcerias das instituições envolvidas na comissão de grãos e nesse Dia de Campo é de uma grande importância, já que é uma oportunidade de conhecer novas tecnologias e de integração para o segmento.

“O trabalho que os técnicos da Embrapa vêm desenvolvendo com pesquisa em soja, em Alagoas, também só é possível graças às parcerias com as instituições envolvidas e com os produtores da região”, reconhece.

Elizeu Rego, diretor-presidente da Emater em Alagoas, ressalta que as áreas de plantios de grãos na Zona da Mata são estratégias e, sem dúvidas, ajudam os produtores superarem as dificuldades que vem passando o setor sucroenergético de Alagoas. “O apoio que o governo de Alagoas vem oferecendo é muito importante para o fortalecimento desse segmento no cenário alagoano”.

Ações do documento