Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Imprensa Notícias 2017 Setembro Horta de plantas medicinais é implantada no município de Ibateguara
13/09/2017 - 09h26m

Horta de plantas medicinais é implantada no município de Ibateguara

Programa Farmácia Viva é uma parceria da Seagri e Ufal e contém 20 espécies

Horta de plantas medicinais é implantada no município de Ibateguara

Alunos, técnicos e professores do município de Ibateguara participaram, nesta terça-feira (12), da implantação da horta comunitária medicinal, com o plantio de mudas de diversas espécies. O Programa Farmácia Viva é uma parceria da Seagri e Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

 

 

O complexo alimentar, onde tambem já existe o Programa Barriga Cheia, foi escolhido para a confecção dos canteiros para o plantio das mudas de 20 espécies de plantas medicinais, que contará com a ajuda de professores, técnicos e alunos.

 

Como explica o secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, a finalidade da horta comunitária de plantas medicinais é fazer a doação de mudas aos agricultores, escolas, casas de idosos, creches e pessoas interessadas.

 

 

“Essa iniciativa da Ufal e do Governo de Alagoas visa incentivar a cultura do uso de plantas medicinais e a implantação de farmácias vivas para chás na comunidade”, afirma Álvaro Vasconcelos.

 

Clemens Fortes, professor do Centro de Ciências Agrárias da Ufal e coordenador do projeto, destaca a parceria com o Governo de Alagoas, por meio da Seagri, uma vez que dá um avanço no projeto, envolvendo as prefeituras do interior.

 

“A consolidação dessa parceria vai contribuir demais com o sucesso do projeto em Alagoas e conscientizar as pessoas da importância dos medicamentos fitoterápicos", afirma Clemens.

 

Socorro Melo, professora da rede pública, reconhece a iniciativa do Programa e destaca que servirá para conscientizar toda comunidade sobre as plantas medicinais. "Essa horta comunitária medicinal é um projeto de responsabilidade de toda a comunidade, por sua importância para a saúde de cada cidadão" afirma a professora.

Ações do documento