Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Imprensa Notícias 2017 Janeiro Embrapa aponta Alagoas com potencial para produção de soja
05/01/2017 - 11h21m

Embrapa aponta Alagoas com potencial para produção de soja

Citada como nova fronteira agrícola do país, produtividade por hectare foi de 80 sacas nas áreas plantadas

Embrapa aponta Alagoas com potencial para produção de soja
Texto de Ronaldo Lima

Dados levantados por pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) revelam que o Estado de Alagoas já é visto como nova fronteira agrícola e com excelente aptidão para produção de soja no país. O estudo da Embrapa mostra que o potencial de produtividade é de 80 sacas por hectare.

 

Apesar de ser uma área ainda pouco explorada para a cultura da soja, os estudos da Embrapa Tabuleiros Costeiros identificam com um significativo potencial para a produção da principal commodity brasileira, a soja.

 

Durante quatro anos de pesquisa na região, foram levados em consideração dois principais aspectos: o volume de chuvas e as propriedades do solo. Após o estudo, notou-se que da segunda quinzena de abril até setembro, o volume de precipitações superava a casa dos 450 milímetros acumulados, suficientes para atender a cultura.

 

Como explica Sérgio de Oliveira Procópio, um dos pesquisadores da Embrapa Tabuleiros Costeiros, responsável pelo estudo, na avaliação dos últimos 30 anos de dados climáticos, para saber como o clima variava na região, verificou-se que há grande potencial, pois os volumes de chuvas são muito bons, neste período.

  

Para o secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, a criação da Comissão de Grãos de Alagoas também tem um papel fundamental, bem como as parcerias com a Federação da Agricultura de Alagoas (Faeal), Ufal, Sebrae e Embrapa.

 

“Isso é uma clara demonstração que a política de diversificação agrícola implantada pelo Governo de Alagoas vem dando certo, demonstrando, sobretudo, as potencialidades produtivas e as vantagens econômicas na produção de grãos no Estado”, avalia o secretário.

 

Atualmente, os municípios de Jundiá, Campo Alegre e São Miguel dos Campos já produz soja, e Piaçabuçu é uma área experimental em várzea.  

 

Ações do documento