Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2007 Campanha de combate à febre aftosa terá ampla divulgação no Estado
30/03/2007 - 18h30m

Campanha de combate à febre aftosa terá ampla divulgação no Estado

O secretário Eduardo Lobo ressaltou a importância de uma divulgação ampla e objetiva para a campanha de combate à febre aftosa, para conscientizar produtores e sociedade; abertura oficial acontece na segunda-feira, pela manhã, no Parque da Pecuária

 

 Cadu Epifânio

 

 

“Uma participação produtiva na campanha de combate à aftosa”. Esse foi o compromisso traçado pelo secretário Eduardo Lobo para a atuação da Secretaria de Estado da Comunicação na campanha de combate à febre aftosa em Alagoas. A abertura oficial da vacinação será na próxima segunda-feira, dia 2, às 9 horas, no Parque da Pecuária, com a presença do governador Teotonio Vilela Filho.


A campanha de divulgação terá três fases. Na primeira, a ênfase sobre a importância de todos os criadores vacinarem o seu rebanho. Na segunda, chamando a atenção para a necessidade do criador declarar a vacinação nos pontos autorizados pela Adeal. E na terceira, que acontecerá no início do mês de maio, lembrar a obrigatoriedade da emissão de Guia de Transporte Animal (GTA) por todos os criadores que transportam os seus rebanhos.

 

“A importância da comunicação em três etapas é a de alcançar o objetivo de ter todos conscientes de que tem que vacinar, declarar essa vacinação e emitir sempre o GTA quando do transporte dos seus animais”, afirmou o secretário de Comunicação, Eduardo Lobo. “Com isso, o produtor estará fazendo a sua parte para que Alagoas saia da zona de risco desconhecido da aftosa”, disse. A campanha de divulgação será feita em rádios e na televisão, além de cartazes, gibis e adesivos.

 

Impacto 

 

Pela primeira vez, a campanha de vacinação contra a febre aftosa terá um caráter mais amplo. A última fase da campanha, no mês de maio, chamará a atenção para os prejuízos da não-vacinação, da não-declaração da vacinação, e da não-utilização do GTA para o transporte de animais. “Será uma campanha de impacto, advertindo para os prejuízos que o Estado de Alagoas terá acaso permaneça na zona de risco desconhecido, pela falta desses procedimentos”, alertou Eduardo. “Vamos chamar a atenção de todos”, disse.

 

0800

 

Para dar interação à campanha, um serviço de discagem direta gratuita será colocado à disposição do criador. Pelo 0800-82-0040, ele pode se informar sobre dúvidas na vacinação dos animais e sobre o cadastramento junto a Secretaria de Agricultura.

 

A campanha vai contar ainda com um reforço da Secretaria de Educação, através da distribuição de gibis do personagem “Chico Bento”, entre crianças da 5ª a 8ª série da rede estadual de ensino, para que, de uma maneira leve e com uma linguagem simples, as crianças possam discutir e até cobrar dos pais o engajamento na campanha.

 

Cartazes

 

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) está disponibilizando seus carros, que circulam por todo o Estado, para afixar cartazes sobre a campanha nos municípios alagoanos. Além de 97 vacinadores disponibilizados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/AL) e pela Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), que vão orientar os pequenos criadores nos 102 municípios alagoanos.

 

A integração de secretarias e órgãos numa ação conjunta no combate à febre aftosa acontece por determinação do governador Teotonio Vilela Filho, entendendo a importância crucial da ação em favor dos produtores e da sociedade alagoana. O governo do Estado vai doar 160 mil doses de vacinas para agricultores familiares, assentados de reforma agrária, quilombolas e indígenas, que possuem até 10 animais.

“É do maior interesse do governador que Alagoas saia definitivamente da zona de risco, para viabilizar o comércio do gado alagoano e possibilitar o desenvolvimento do setor no Estado”, disse o secretário Eduardo Lobo.

 

Ações do documento