Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Notícias Notícias 2016 Fevereiro Governo agenda pregão eletrônico para compra de 1.250 toneladas de sementes
27/04/2016 - 13h05m

Governo agenda pregão eletrônico para compra de 1.250 toneladas de sementes

Milho, feijão, sorgo e arroz serão distribuídos a agricultores familiares alagoanos visando aumento da produção rural e geração de renda

 Governo agenda pregão eletrônico para compra de 1.250 toneladas de sementes

Certame está marcado para o dia 17 de fevereiro.

Texto de Petrônio Viana

 

No dia 17 de fevereiro, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), realiza pregão eletrônico para aquisição de 1.250 toneladas de sementes que serão distribuídas para associações e cooperativas de pequenos produtores rurais alagoanos em 2016.

De acordo com o Termo de Referência, o pregão eletrônico será amplo, com cotas exclusivas e está dividido em 16 itens. Serão adquiridas 550 toneladas de feijão, 400 toneladas de milho, 100 toneladas de sorgo forrageiro e 200 toneladas de arroz.

A ação faz parte do Programa de Distribuição de Sementes executado pela Seagri, que beneficiou mais de 76 mil famílias de agricultores familiares no ano passado com a distribuição de 1.403 toneladas de sementes, sendo 200 toneladas doadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O secretário da Agricultura, Álvaro Vasconcelos, destacou o aumento no volume de sementes adquiridas pelo Governo este ano, em relação a 2015. “No ano passado, em dois pregões eletrônicos, o Governo adquiriu 1.203 tonelada de sementes, quase 50 toneladas a menos do que vamos comprar este ano. Chegamos às 1.403 toneladas distribuídas porque conseguimos, junto à Conab, a doação de 200 toneladas de sementes de arroz. A ideia do governador Renan Filho é ampliar a distribuição de sementes em cada ano de Governo”, disse Vasconcelos .

A qualidade das sementes distribuídas em 2015 foi apontada pelos pequenos agricultores alagoanos como responsável pelo aumento na produtividade. A produção de milho, por exemplo, que havia sido de 24 mil toneladas em todo o Estado em 2014, subiu para quase 70 mil toneladas no ano passado.

“Fazemos questão de que essa qualidade seja mantida. As sementes adquiridas deverão passar por testes em laboratório para atestar seu grau de germinação. Somente com esse laudo, o negócio com a empresa fornecedora seja fechado.”, garantiu o secretário da Agricultura.

 “A partir da assinatura dos contratos, as empresas vencedoras do pregão eletrônico terão 30 dias para entregar as sementes, que vão chegar aos agricultores familiares nos meses de março e abril. Com isso, o produtor poderá plantar no tempo certo e, com a chuva que eu tenho certeza de que virá, teremos uma colheita abundante este ano”, afirmou Vasconcelos.

Ações do documento