Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Notícias Notícias 2014 Outubro Dia de Campo conduzido pela EMATER/AL marca a I Expo Mandioca do Agreste
22/10/2014 - 16h02m

Dia de Campo conduzido pela EMATER/AL marca a I Expo Mandioca do Agreste

O objetivo foi atualizar estudantes e produtores a respeito de coeficientes técnicos produtivos, novas formas de manejo e plantio além de diversas possibilidades de uso da mandioca em nosso dia a dia.

Dia de Campo conduzido pela EMATER/AL marca a I Expo Mandioca do Agreste

A I Expo Mandioca do Agreste continua a acontecer na cidade de Arapiraca até o dia 19

Por Shade Andréa - Estagiária

Cerca de cem estudantes de agronomia da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), produtores rurais e integrantes de associações participaram de um Dia de Campo conduzido pelo Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (EMATER/AL), na Fazenda Santa Bernadete, município de Arapiraca, divisa com Limoeiro de Anadia. A ação fez parte da agenda da I Expo Mandioca do Agreste.

A equipe de extensionistas da EMATER/AL, junto com pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (Embrapa), promoveram palestras e demonstraram os diversos experimentos realizados com o cultivo da Mandioca. O objetivo foi atualizar estudantes e produtores a respeito de coeficientes técnicos produtivos, novas formas de manejo e plantio além de diversas possibilidades de uso da mandioca em nosso dia a dia.

O presidente da Câmara Setorial Produtiva da Mandioca e seus Derivados (CSPMD), Eloízio Lopes Junior, ressaltou a importância do evento: “Esta é a primeira vez que o Estado de Alagoas promove um evento deste porte. O dia de campo fortalece o agricultor e só na região do Agreste são cerca de 25 mil produtores de mandioca”. Eloízio ainda destaca que eventos como este são essenciais para os produtores: “A EMATER/AL está envolvida desde o princípio da organização do evento e realiza um trabalho essencial, o produtor de mandioca aprende que existem outras formas de processar o produto, não serve apenas para a farinha, é possível produzir outros itens, como a ração animal por exemplo”.

Durante o evento, os convidados percorreram cinco estações e em cada uma delas era possível acompanhar uma etapa do manejo, desde o plantio, até a venda ao público final. Entre uma estação e outra o produtor Erigilson Leandro da Silva, tirava dúvidas e examinava os equipamentos utilizados: “O dia de campo desenvolve na gente uma motivação, a gente vê as coisas, pergunta, tira dúvida e quando vai pra casa faz igual e vê que dá certo. Já participei de outros dias de campo e se tiver mais, eu irei! Foi bom vir, ajudou a entender melhor sobre os processos de mercado”.

De acordo com o gerente regional da EMATER/AL no Agreste, com sede em Arapiraca, Eraldo Saturnino, a fazenda Santa Clara foi escolhida por apresentar bom estado vegetativo possibilitando aos produtores e estudantes visualizar melhor a evolução das variedades, as técnicas utilizadas para manejo e tirar as dúvidas junto à equipe de pesquisa do Agreste: “A parceira entre a fazenda e a EMATER/AL já dura 12 anos e nela desenvolvemos varias pesquisas com variedades de mandioca” ressalta o gerente regional.

E não só produtores apreciaram o evento, a UFAL marcou presença, levando um ônibus com estudantes do sétimo e nono períodos de Agronomia entre eles, Gilberlândia Ferro e Aline Barbosa, que apreciaram a iniciativa “É bom poder ver de perto estações de pesquisa como esta. A gente acompanha o que tem sido feito, tira dúvidas e vê na prática a realização. Para quem pretende atuar diretamente no campo, é ótimo”, afirma Aline, que está no nono período do curso.

 A I Expo Mandioca do Agreste continua a acontecer na cidade de Arapiraca até o dia 19 e os eventos estarão acontecendo no mercado do artesanato e a arena gastronômica montada no shopping da cidade.
Fonte: EMATER-AL

Ações do documento