Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Notícias Notícias 2014 Julho Grupo de trabalho ‘Helicoverpa’ capacita monitores da Emater
10/07/2014 - 16h31m

Grupo de trabalho ‘Helicoverpa’ capacita monitores da Emater

Um inseto com grande capacidade de reprodução, mobilidade e destruição às lavouras foi encontrado nas safras de 2011 e 2012 por agricultores nos estados do Bahia Mato Grosso, Paraná e Distrito Federal em plantações de milho, soja e algodão.

 Grupo de trabalho ‘Helicoverpa’ capacita monitores da Emater

Elio César Guzzo, pesquisador da Embrapa, em treinamento aos monitores da Emater

Um inseto com grande capacidade de reprodução, mobilidade e destruição às lavouras foi encontrado nas safras de 2011 e 2012 por agricultores nos estados do Bahia Mato Grosso, Paraná e Distrito Federal em plantações de milho, soja e algodão.

Por ser desconhecido e com rápido poder de devastação o Ministério da Saúde classificou como emergenciais as ações estratégicas de controle propostas pela Embrapa e pelas Secretarias de Agricultura dos estados, bem como a criação do Consórcio para Supressão da Helicoverpa, coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), com apoio do Senar/AL, Faeal, Universidade Federal de Alagoas, Embrapa, e Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Agrário, para desenvolver pesquisas, disponibilizar informações sobre a praga e capacitar profissionais sobre o Manejo Integrado de Pragas (MIP), além de definir estratégias para o sistema de alerta e formas de aplicação das armadilhas e agrotóxicos.

Em Alagoas, foram encontradas Helicoverpa no cultivo de feijão, quiabo, amendoim e pimentão, nas safras 2012-2013. A maior dificuldade encontrada pelos cultivadores é identificar a espécie, uma vez que ela tem grandes semelhanças com a Helicoverpa zea, bem como as de outro tipo da classe.

Como medida do Plano de Supressão da Helicoverpa, o grupo de trabalho ‘Helicoverpa’ formado pela Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Embrapa, Emater e Adeal está capacitando, nos dias 09 e 10 de julho, técnicos da Emater, em Maceió e Arapiraca, com instruções para auxiliar na identificação do inseto, legislação fitossanitária estratégias de manejo e tecnologia de aplicação de agrotóxicos, além de palestras com os temas ‘reconhecimento do ataque de pragas e métodos de coleta de insetos’, ‘características e métodos de controle da praga cochonilha rosada’ e ‘monitoramento da praga Helicoverpa armigera/armadilhas’ para que os mesmos possam disseminar a informação para os produtores agrícolas das regiões pertencentes.

“A capacitação dos monitores, vai proporcionar a redução de perda financeira ao produtor agrícola”, disse o Superintendente de Desenvolvimento Agropecuário, Hibernon Cavalcante.

Durante o evento, foram mostradas técnicas de captura da Helicoverpa armigera, estratégias de ‘enganar’ a espécie com uso de feromônios, técnicas de solturas de espécies de machos estéreis e da vespa Trichogramma para inibir nascimento de novas lagartas, uso de plantas transgênicas para combate, bem como o uso correto de agrotóxicos.

Segundo o Secretário de Agricultura, José Marinho, “O treinamento é de grande valia para o combate, uma vez que esta é a única maneira de a informação chegar ao agricultor, para que seja explanada a forma correta exterminar a praga.”

O treinamento conta com monitoria de pesquisadores da Embrapa, Técnicos da Adeal e professores da Universidade Federal de Alagoas e tem duração de dois dias; em Maceió, dia 09/07 e Arapiraca, na sede da Emater (10/07).

 

Fonte: SEAGRI-AL

Ações do documento