Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Notícias Notícias 2014 Dezembro Entidades instalam Fórum de Desenvolvimento e Estruturação Produtiva do Semiárido
09/12/2014 - 21h23m

Entidades instalam Fórum de Desenvolvimento e Estruturação Produtiva do Semiárido

A instalação do novo colegiado do Semiárido foi conduzida pela EMATER/AL, Semarh e Sebrae, conforme regulamenta o decreto Nº 35.873, de 24 de Setembro de 2014.

Entidades instalam Fórum de Desenvolvimento e Estruturação Produtiva do Semiárido

O objetivo do Fórum do Semiárido é discutir, cobrar e buscar soluções para as ações de convivência com a adversidade climática da região.

Por Lírida Nerys

Diversas entidades públicas e privadas ligadas ao setor produtivo do estado de Alagoas participaram, na última sexta-feira (05), da reunião de instalação do Fórum Permanente de Desenvolvimento e Estruturação Produtiva do Semiárido Alagoano. A criação do colegiado foi consequência da formação de um grupo de trabalho, instituído pelo Governo do Estado, para a construção do Plano de Reestruturação Produtiva da região.

A instalação do novo colegiado do Semiárido foi conduzida pelo Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (EMATER/AL), Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Alagoas (Sebrae), conforme regulamenta o decreto do governador Teotonio Vilela Filho, Nº 35.873, de 24 de Setembro de 2014.

O objetivo do Fórum do Semiárido é discutir, cobrar e buscar soluções para as ações de convivência com a adversidade climática da região. Para a diretora presidente da EMATER/AL, Inês Pacheco, que foi eleita como coordenadora do Fórum, o colegiado é o legado de um grande esforço do Grupo de Trabalho da Seca. “A partir desse momento cabe ao Fórum do Semiárido impulsionar o trabalho técnico pronto e buscar novas frentes para tornar o Semiárido alagoano uma região de referência produtiva no estado”, avaliou.

Durante o debate sobre as potencialidades produtivas e os desafios hídricos do Semiárido alagoano, o deputado estadual Inácio Loiola (PSB), destacou a iniciativa das entidades reunidas. “Este Fórum pode exercer um papel de extrema importância na sociedade alagoana da região Semiárida. Vejo que o grande desafio do Sertão alagoano hoje é a vontade política. Estados como Ceará, Pernambuco e outros do Nordeste já mostraram que é possível tornar o Semiárido um grande produtor de alimentos”, afirmou.

Conforme regimento do Fórum do Semiárido o grupo diretivo deve ser formado por um coordenador, um vice-coordenador e um secretário executivo. Entre os membros deve está obrigatoriamente um representante da sociedade civil.  Foram eleitos: Maria Inês Nogueira Pacheco - coordenadora; Marcelo Ribeiro - vice-coordenador, Mardônio Alves da Graça - Secretário Executivo, Mario Lins Broad - suplente.

Antes da leitura do regimento e aprovação da coordenação do fórum, foi realizado um seminário que destacou os temas Inclusão Produtiva das Cadeias da Bovinocultura e Caprinocultura e Aspectos Sócios Ambientais da Desertificação. O intuito foi destacar a viabilidade produtiva do Semiárido e os desafios das políticas públicas aplicadas na região. Os debates foram conduzidos pelo zootecnista e coordenador do Projeto Fazenda Eficiente, José Sidnei Bezerra e o Assessor Técnico da Semarh, Marcelo Ribeiro.  

Fonte: Emater/AL

Ações do documento